Problemas de pele – Conheça os principais

Olá pessoas…

Sabemos que além das características naturais da pele, falei disso no post de tipos de pele, não temos apenas aquelas características. Existem alguns problemas/doenças que podem ocorrer na pele também. Por exemplo, eu tenho pele oleosa mas ela também é bem sensível.

Então hoje trago alguns dos principais casos que podem ocorrer nas peles. Lembrando que, para qualquer mudança que você apresente, procure um dermatologista para te auxiliar e buscar o melhor tratamento para você.

Sensibilidade

A pele sensível também é chamada de pele reativa, e não tem tanto a ver com falta de água ou de gordura, já que pode ser oleosa ou seca. É uma pele com pouca tolerância e com uma derme muito vascularizada e propensa a reagir quando está em contato com diversas substâncias.

problema de pele - sensível

Por conta disso, é uma pele muito chata de tratar pois você não tem noção do que pode desencadear uma reação. Algumas vezes conseguimos identificar o que incomoda mas nem tudo.

Rosácea

É uma doença vascular inflamatória crônica, com remissões e exarcebações, também chamada erroneamente de “acne rosácea”, pois a acne é uma doença da glândula sebácea, totalmente diferente da rosácea, seja pela a causa ou idade, ou pelos aspectos clínicos e as características no geral.

problemas de pele - rosácea

A rosácea ocorre em 1,5% a 10% das populações estudadas. Ocorre principalmente em adultos entre 30 e 50 anos de idade. É mais frequente em mulheres, porém atinge muitos homens e, neles, o quadro tende a ser mais grave, evoluindo continuamente com rinofima (aumento gradual do nariz por espessamento e dilatação folículos). Raramente ocorre em negros.

Caracteriza-se por uma pele sensível, geralmente mais seca, que começa a ficar eritematosa (vermelha) facilmente e se irrita com ácidos e produtos dermatológicos, no geral.

Melasma

é uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas escuras na pele, mais comumente na face, mas também pode ser de ocorrência extrafacial, com acometimento dos braços, pescoço e colo. Afeta mais frequentemente as mulheres, podendo ser vista também em homens.

problema de pele - melasma

Não há uma causa definida, mas muitas vezes esta condição está relacionada ao uso de anticoncepcionais femininos, à gravidez e, principalmente, à exposição solar. O fator desencadeante é a exposição à luz ultravioleta e, até mesmo, à luz visível. Além dos fatores hormonais e da exposição aos raios solares, a predisposição genética também influencia no surgimento desta condição.

Manchas escuras ou acastanhadas começam a aparecer na face, principalmente nas maçãs do rosto, testa, nariz e lábio superior (o chamado buço). As manchas têm formatos irregulares e bem definidos, sendo geralmente simétricas (iguais nos dois lados). Muitas vezes, as pessoas com melasma podem agravar a condição com um tratamento ou procedimento inadequado, ocorrendo piora importante das manchas.

Hiperpimentação

é o escurecimento da pele por aumento da produção da melanina. Pode ocorrer em toda a pele, como no caso do bronzeamento pelo sol, ou apenas em parte dela e até nas unhas. Isso resulta em manchas que variam de castanho claro ao preto, e que também podem variar em tamanho e forma.

problemas de pele - hiperpigmentação

É uma alteração cutânea comum e que pode prejudicar a aparência e a qualidade de vida dos pacientes. Podem ser causadas por inúmeros fatores como: exposição solar, trauma, uso de hormônio ou de algumas medicações, doenças endocrinológicas, uso de alguns cosméticos, exposição a agentes físicos e químicos, alterações genéticas e tumores (melanomas).

O principal é o surgimento de machas escuras na pele que estejam crescendo, ou não melhorem espontaneamente.

Vitiligo

O vitiligo é uma doença caracterizada pela perda da coloração da pele. As lesões formam-se devido à diminuição ou à ausência de melanócitos (células responsáveis pela formação da melanina, pigmento que dá cor à pele) nos locais afetados. As causas da doença ainda não estão claramente estabelecidas, mas fenômenos autoimunes parecem estar associados ao vitiligo. Além disso, alterações ou traumas emocionais podem estar entre os fatores que desencadeiam ou agravam a doença.

problemas de pele - vitiligo

A doença é caracterizada por lesões cutâneas de hipopigmentação, ou seja, manchas brancas na pele com uma distribuição característica.  O tamanho das manchas é variável. O vitiligo possui diversas opções terapêuticas, que variam conforme o quadro clínico de cada paciente. O dermatologista é o profissional mais indicado para realizar o diagnóstico e tratamento da doença.

Importante: o vitiligo não é contagioso e não traz prejuízos à saúde física.

A maioria dos pacientes de vitiligo não manifesta qualquer sintoma além do surgimento de manchas brancas na pele. Em alguns casos, relatam sentir sensibilidade e dor na área afetada.  Entretanto, uma grande preocupação dos dermatologistas são os sintomas emocionais que os pacientes podem desenvolver em decorrência da doença.

Acne

é o nome dado a espinhas e cravos que surgem devido a um processo inflamatório das glândulas sebáceas e dos folículos pilossebáceos. Muito frequente na fase da adolescência, sem deixar de ser comum também em adultos, principalmente em mulheres. Além do incômodo das lesões, como na adolescência a aparência é um fator importante, o comprometimento estético determinado por alterações da pele pode atingir o lado psicológico e tornar o adolescente inseguro, tímido, deprimido, infeliz, com rebaixamento da autoestima e com consequências sérias que podem persistir pelo resto da vida.

problemas de pele - acne

Hormônios sexuais, que começam a ser produzidos na puberdade, são os principais responsáveis pelas alterações das características da pele, assim como pelo surgimento da acne. As lesões aparecem com mais frequência na face, mas também podem ocorrer nas costas, ombros e peito. Esses hormônios são produzidos tanto pelos ovários (mulher) e testículos (homem) quanto pelas glândulas suprarrenais (duas pequenas glândulas situadas sobre os rins) em ambos os sexos. Essas glândulas estão presentes desde o nascimento, mas são mais ativas na puberdade, época em que, em pessoas com predisposição genética, desencadeia mudanças relacionadas ao conteúdo de gordura (secreção sebácea) da pele e do couro cabeludo.

Assim, os sintomas principais são: comedões (cravos); pápulas (lesões sólidas arredondadas, endurecidas e eritematosas); pústulas (lesões com pus); nódulos (lesões caracterizadas pela inflamação, que se expandem por camadas mais profundas da pele e podem levar à destruição de tecidos, causando cicatrizes) e cistos (maiores que as pústulas, inflamados, expandem-se por camadas mais profundas da pele, podem ser muito dolorosos e deixar cicatrizes). Pode ocorrer piora relacionada a situações de estresse ou no período menstrual.

Certos medicamentos como corticoides, vitaminas do complexo B, exposição exagerada ao sol, contato com óleos, graxas ou produtos gordurosos, época do ano (especialmente inverno) e, principalmente, o hábito de mexer nas lesões (“espremer cravos e espinhas”) pioram o quadro.

 

Claro que existem muitos outros problemas/doenças de pele, porém essas são as mais comuns. Todas as informações foram tiradas da Sociedade Brasileira de Dermatologia, afinal não sou especialista.

E para reforçar mais uma vez, procure um dermatologista, ele saberá exatamente o que fazer para você ter a sua pele dos sonhos.

Espero que tenham gostado.

Beijos e até o próximo

8 comentários em “Problemas de pele – Conheça os principais

  • agosto 10, 2018 em 17:19
    Permalink

    Que post extenso e bem informativo sobre problemas que as pessoas podem ter em sua pele sem saber. Eu tenho acne e cravos pretendo ir no dermato para fazer tratamento usar produtos apropriados para minha pele.

    Resposta
    • agosto 10, 2018 em 18:34
      Permalink

      Ficou extenso mesmo mas achei muito importante expor esse assunto. q bom q curtiu!

      Resposta
  • agosto 10, 2018 em 16:23
    Permalink

    Bem informativo o seu post, é de extrema importância a gente cuidar da pele e procurar um profissional caso haja qualquer alteração.

    Resposta
    • agosto 10, 2018 em 18:35
      Permalink

      Exatamente! Q bom que curtiu!

      Resposta
  • agosto 10, 2018 em 15:34
    Permalink

    Seu post é muito bom, com informações importantes. Minha pele é um pouco oleosa na testa.

    Resposta
    • agosto 10, 2018 em 18:36
      Permalink

      Existem meio de equilibrar isso!! Você vai achar um meio…
      q bom q curtiu!

      Resposta
    • agosto 10, 2018 em 18:36
      Permalink

      Fico feliz que tenha gostado!

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: